Ano 01: Dever cumprido

Acabamos de completar nosso primeiro ano de trabalho na administração da Associação Comercial e Industrial de Fátima do Sul, a nossa querida ACIFAS. Trabalho multiplicado em função da já mais que comentada pandemia, assunto maior em todas as rodas de conversa, em especial pelos óbitos verificados no município, muito além do que se poderia esperar.

 

Nesse período, deixamos de realizar promoções, cursos e palestras, entre outras atividades importantes, mas seguimos dando presença na orientação das pessoas sobre o mal que se propagou e não deixamos também de participar ativamente na defesa das empresas, filiadas ou não, com relação às medidas adotadas pelas autoridades, necessárias, porém extrapolando eventualmente o exigido para resguardo.

 

O comércio foi punido não só uma vez e, em todas as ocasiões, tivemos que correr atrás de um equilíbrio mais que exigido para que as consequências de medidas extremadas não promovessem um prejuízo maior do que o aceitável. É bem verdade que nem sempre obtivemos êxito na empreitada. Mas dentro das possibilidades, buscamos nos bastidores amenizar medidas mais duras, defendendo com clareza a ideia de que o empresariado não era o principal responsável pela ocorrência do contágio da doença.

 

No nosso entender, fizemos neste um ano o melhor que pudemos, dentro das circunstâncias desfavoráveis que enfrentamos na maior parte das vezes. E nas nossas interferências, independente do juízo humano, sempre invocamos o apoio do Criador, sem o qual certamente acabaríamos parceiros do fracasso. Nosso agradecimento à compreensão de quem participou da jornada; aos companheiros da nossa diretoria administrativa, sempre presentes nos piores momentos; às autoridades que foram sensíveis aos nossos apelos; e aos companheiros do comércio e da indústria de Fátima do Sul, heróis anônimos nesta terrível batalha em favor da nossa gente. Obrigado, de coração.

 

ROGERIO RUFINO

Presidente