Aos professores, reconhecimento

Uma antiga creche – Gente Inocente – na cidade de Janaúba, em Minas Gerais, foi palco de uma tragédia no dia 05 de outubro de 2017, que resultou em 14 mortes e deixou mais de 50 feridos. E cenário também de ação heróica da professora Heley de Abreu, reconhecida recentemente pela Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República (Secom).

Naquela data, o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, invadiu a unidade de ensino infantil, jogou gasolina no chão e ateou fogo na sala onde Heley estava com seus alunos. A professora, que tinha 43 anos,  entrou em luta corporal com o criminoso, permitindo que as crianças que ele havia prendido numa sala escapassem. Teve 90% do corpo queimado e não resistiu. Morreu honrosamente, salvando 25 pequenos e tornando-se um exemplo para todos.

Assim como o sacrifício da professora Heley jamais poderá ser esquecido, também não se poderá esquecer nunca das ações desenvolvidas no dia a dia por milhões de outros professores, responsáveis pela educação de outros milhões de brasileiros – ilustres ou não – prestando para todos um serviço inestimável, o do ensino, sem o que não seríamos ninguém, não representaríamos nada.

A ACIFAS se une às homenagens que venham a ser prestadas nesta semana dedicada a eles e faz votos que, em espaço de tempo não muito distante, possam todos ter seu trabalho melhor reconhecido. Sem eles ensinando, não teríamos advogados, médicos, cientistas, administradores de empresas, veterinários, agrônomos, comerciários, industriários,  enfermeiros, arquitetos, engenheiros e centenas de  outros profissionais, indispensáveis ao andamento do país.

15 de outubro – Dia deles – Deus salve os professores.

ROGERIO RUFINO

Presidente